X

Cirurgia Plástica

Outros

Outros

Ginecomastia

A ginecomastia é uma condição que provoca o aumento anormal das glândulas mamárias em homens. Esse problema não só afeta a estética, como também pode ser um sinal de desequilíbrios hormonais.

As principais causas da ginecomastia

A ginecomastia pode ser causada por diversos fatores, incluindo desequilíbrios hormonais, uso de certos medicamentos, consumo excessivo de álcool, uso de esteroides e algumas condições médicas, como cirrose e câncer testicular. Atualmente, o uso excessivo de esteroides (hormônios) tem contribuído para o aumento dos casos de ginecomastia.

Ginecomastia X Gordura: a diferença

A ginecomastia se refere ao aumento do tecido glandular mamário, não de gordura. Em contrapartida, a pseudoginecomastia é um aumento das mamas devido ao acúmulo de gordura, sem o crescimento do tecido glandular. Esse fenômeno pode ser chamado de lipomastia (gordura na mama).

Tipos de Ginecomastia

Existem dois tipos principais de ginecomastia: unilateral, quando o aumento ocorre em apenas uma mama, e bilateral, quando ambas as mamas são afetadas. A ginecomastia também é classificada quando o aumento é apenas do tecido glandular e a lipomastia quando o aumento mamário é apenas de gordura sem glândula mamária. A forma mais comum, contudo, é a mista, com o paciente apresentando aumento da glândula mamária e acúmulo de gordura.

Graus de Ginecomastia

Os graus de ginecomastia variam de 1 a 3, dependendo do tamanho e da extensão do tecido mamário. O grau 1 é o mais leve, enquanto o grau 3 é o mais severo.

A Cirurgia Moderna da Região Peitoral Masculina

A mamoplastia masculina é um procedimento cirúrgico que visa reduzir o tamanho das mamas em homens. Com a evolução técnica e tecnológica e o aumento da busca pela estética masculina, o tratamento foi aprimorado para definir a região peitoral masculina. Além de retirar a glândula mamária em excesso, o procedimento retira gordura, define a anatomia do peitoral masculino e, em alguns casos, até realiza enxerto de gordura dentro do músculo peitoral, tudo buscando um aspecto mais natural e masculino para a região peitoral.

Cuidados pré-operatórios

Os cuidados pré-operatórios incluem a realização de exames prévios, a evitação de medicamentos que afetem a coagulação sanguínea e o uso de substâncias como álcool e tabaco, além de seguir uma dieta balanceada. A suspensão de hormônios esteroides também deve ser avaliada.

Cuidados pós-operatórios

Após a cirurgia, é crucial usar uma cinta de compressão, evitar esforço físico, seguir as instruções de cuidados com os curativos e tomar os medicamentos prescritos.

Resultado definitivo

O resultado definitivo da cirurgia plástica de ginecomastia geralmente é percebido de 3 a 6 meses após o procedimento, quando o inchaço finalmente se resolve.

Cicatrizes após a cirurgia

As cicatrizes após a cirurgia são geralmente discretas e ficam escondidas na borda da aréola. No entanto, a aparência final depende de fatores individuais de cicatrização.

Duração da cirurgia

A cirurgia de ginecomastia normalmente dura entre 1 a 2 horas, dependendo da extensão da ginecomastia, do tipo de procedimento realizado e das tecnologias necessárias na cirurgia.

Tempo de internação

Geralmente, a internação para a cirurgia de ginecomastia é de um dia, com alta no mesmo dia ou no dia seguinte.

Sobre a anestesia

A cirurgia de ginecomastia pode ser realizada sob anestesia geral ou local, com sedação. A escolha depende da extensão da ginecomastia e da preferência do cirurgião e do paciente.

Escolhendo seu cirurgião plástico

A escolha de um cirurgião plástico qualificado é essencial para um procedimento seguro e bem-sucedido. Recomendamos que procure um cirurgião com certificação de uma entidade respeitada, que tenha boa reputação e experiência em ginecomastia. Avalie também a clínica ou hospital onde a cirurgia será realizada para garantir que eles possuam instalações adequadas e credenciadas.