A cirurgia de reconstrução de mama é parte fundamental do tratamento multidisciplinar do câncer ou outras doenças da mama. O objetivo da reconstrução da mama é melhorar a qualidade de vida e autoestima dessas mulheres.

O tratamento cirúrgico ou a retirada do tumor de mama é realizado pela equipe de mastologia ou cirurgia oncológica e a reconstrução imediata (ou tardia) pelos cirurgiões plásticos de acordo com a orientação da equipe médica multidisciplinar (oncologista clínico, mastologista ou cirurgião oncológico e cirurgião plástico).

Trata-se de um tratamento complexo que, na grande maioria das vezes, são necessárias mais de uma cirurgia para se obter o resultado desejado. Quase sempre, a primeira cirurgia é a maior e mais importante e as próximas são cirurgias menores com intenção de refinamento e melhora de resultado cirúrgico.

As 4 principais cirurgias realizadas para a reconstrução mamária após o tratamento do câncer ou outras doenças da mama são prótese de silicone, expansor de Silicone Temporário, retalhos musculares (Músculo Grande Dorsal e Músculo Reto Abdominal (TRAM)) e enxerto de gordura. Toda paciente deve ser avaliada de forma personalizada para a decisão do tratamento mais indicado para cada caso.

Tipos de Reconstrução Mamária

Prótese de Silicone

A Prótese de Silicone é indicado principalmente para mamas pequenas e médias que tiveram retirada de pouca glândula mamária e pouca pele. Não é só "colocar” silicone nas mamas, mas sim fazer o tratamento da área que foi retirado o cancer de mama, reposicionando os tecidos da mama, remodelando toda a estrutura da mama buscando uma formato mais natural possível e, ai sim, entra o silicone para nos ajudar.

Expansor de Silicone Temporário

O Expansor de silicone temporário é muito utilizado quando o tratamento do câncer de mama necessita de uma retirada de muito tecido mamário e muita pele ou quando a cirurgia foi pouco mais agressiva. Nesses casos, utilizamos o expansor de mama no mesmo local onde, posteriormente, será retirado e colocada a prótese de silicone. Além dessa indicação anterior, outra muito frequente é quando o paciente vai precisar fazer radioterapia. Nesses casos, preferimos colocar o expansor temporário de mama para proteger a “loja” mamária durante a radioterapia e, seis meses após a última sessão de radioterapia (quando indicada), será realizada a cirurgia para troca do expansor temporário pela prótese de silicone. É por isto que este tipo de reconstrução é chamada de reconstrução mamária em dois tempos ou reconstrução com expansor temporário

Retalho do Músculo Grande Dorsal

O Retalho do Músculo Grande Dorsal é a cirurgia de reconstrução mamária mais versátil, podendo ser indicada para quase todas pacientes. Na grande maioria dos casos é necessário associar uma prótese de silicone para dar volume a mama, porém em pacientes com sobrepeso ou obesas e excesso de tecido nas costas, pode não ser necessária a prótese de silicone. A cicatriz resultante nas costas é planejada para ficar escondida pelo sutiã ou biquíni

Retalho do Músculo Reto Abdominal (TRAM)

Na cirurgia de reconstrução de mama com o Retalho do Músculo Reto Abdominal (TRAM) retiramos uma parte de musculo do Abdomem juntamente com pele do abdômen para reconstruir a mama, geralmente com resultados mais naturais e sem protese de silicone. É uma cirurgia de porte maior e usada para casos selecionados.

Enxerto de Gordura

O Enxerto de Gordura é muito indicado na cirurgias de reconstrução da mama para melhora do aspecto da pele após radioterapia e correção de defeitos após outros tipos de reconstrução. Enfim, o enxerto de gordura quase sempre está indicado em algum momento na reconstrução mamária. É uma cirurgia ambulatorial, não sendo necessário ficar internada. As cicatrizes são mínimas e o retorno as atividades ocorre após alguns dias.

whatsapp Agende Sua Consulta